Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Desperdício alimentar global causa mais emissões de CO2 do que qualquer país

Mäyjo, 14.09.13

Desperdício alimentar global causa mais emissões de CO2 do que qualquer país

 

Um estudo recente da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agriculturaestima que os 1,3 mil milhões de toneladas de alimentos desperdiçados em todo o mundo causam mais emissões de gases com efeito de estufa do que as emitidas por qualquer país – excepto a China e os Estados Unidos.

O estudo tem em conta a energia, a água e os produtos químicos usados tanto na produção dos alimentos como na sua eliminação – totalizando cerca de 3,3 mil milhões de toneladas de dióxido de carbono a cada ano.

 

Em países industrializados, todo este desperdício deve-se ao facto de os consumidores comprarem muita comida e deitarem fora aquela que não comem. Nos países em desenvolvimento, acontece que as pessoas não têm instalações adequadas de armazenamento dos alimentos e praticam técnicas agrícolas ineficientes.

Com a população mundial a continuar a aumentar ano após ano, reduzir o desperdício alimentar não só reduziria as emissões de gases poluentes, como poderia ajudar a evitar a eventual escassez de alimentos que atravessaremos nas próximas décadas.

Segundo o Inhabitat, a ONU sugere algumas mudanças por parte dos produtores dos países em desenvolvimento, que poderiam optar por um maior investimento na colheita, no arrefecimento e em métodos de embalamento que reduzam o desperdício. Estas melhorias podem permitir que a comida chegue aos consumidores de forma mais eficiente.

As soluções propostas para os países industrializados são mais simples, mas com igual grande alcance: os consumidores devem ser encorajados a comer porções mais pequenas e a fazer um melhor uso dos restos de comida, enquanto as empresas podem doar os excedentes de alimentos a instituições de caridade. Encontrar alternativas para os resíduos alimentares que seguem para os aterros sanitários também pode ajudar a reduzir as emissões.

 

in: http://greensavers.sapo.pt/